segunda-feira, 16 de maio de 2016

Esta forma, de me dizeres as palavras...


Que me desculpem todos...


Ela...é rebento meu
flor de meu sangue...
Amor, de mim amante
é voz...que Deus lhe deu...!

Que iluminados e sem dor, sejam 
os passos todos, que darás...







E um dia destes... 
ouvi-la-ão dizer ainda, coisas como...

Há um brilho que só eu sei
te nasce, quer queiras quer não
Independentemente, da luz com que amanheces
Inverno ou Verão...


Amar, é mais do que amor
É ter o poder de voar
mesmo que a chorar a dor...

há um tempo que não espera
um passado tão perfeito
a saudade desespera...

sobra o medo, do amor sobrar
apenas, o sabor amargo
dessa dor, depois de amar...

Chega...agora digo eu
a onda já não pára
a dor já doeu...
:
:
:
:
:
MARIA FRANCISCA

E se gostarem...

facebook

youtube




3 comentários:

  1. Se todo o amor tivesse esta ternura... não existiria dor.Te abraço poeta de além mar

    ResponderEliminar
  2. E claro que GOSTEI!!! De tudo!
    Parabéns, amigo!
    Bjo :)

    ResponderEliminar
  3. Um excelente momento que faz crescer água na boca. Parabés aos dois!!!

    ResponderEliminar